• Paulo Veil

Com quem fica o imóvel financiado após o divórcio?




Uma dúvida muito frequente, até mesmo dos escritórios e advogados que não atuam tanto na área de família, é saber com quem fica o imóvel financiado quando o casal que o adquiriu decide se divorciar.

A equação não é fácil, pois envolve os dois casados e um banco, que basicamente emprestou dinheiro para o casal adquirir o imóvel financiado. Na nossa longa trajetória de atuação em Família, vimos diversos conselhos que colocaram em risco o patrimônio de vários divorciados.

Quando você se divorcia, é importante pedir a um especialista, ou melhor, a um escritório de especialista, uma análise sobre todo o patrimônio e sobre o regime se bens daquele casamento. É importante que a análise seja feita por equipe interdisciplinar (familiarista, tributarista, imobiliarista, bancário, etc.), pois o serviço pode ficar mais econômico e seguro na contratação de um escritório.

Em regra geral, o que vemos é que a justiça tem dividido igualmente dívidas e direitos decorrentes deste financiamento. Mas isso sempre depende do caso. Por isso, a importância desta análise, já que a estratégia errada pode trazer uma dor de cabeça ainda maior para um momento tão delicado na vida dos envolvidos.

Por isso, na dúvida, não hesite em contatar um escritório de sua confiança com vários especialistas.

Ficou com alguma dúvida?

Fale conosco.


187 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo