Buscar
  • RibeiroVeil Advogados

Como sair do endividamento?

Tem solução.



1- Saiba como sair do endividamento Quem nunca se viu com a "corda no pescoço" e não soube o que fazer para sair dessa situação? Esta é uma situação comum para boa parte dos brasileiros, que estão em situação de endividamento. Para piorar a situação, o Brasil alcançou um novo recorde de endividados devido às consequências econômicas da pandemia do covid-19. O que poucos sabem é que no Brasil também foi criada a Lei do Superendividamento, para proteger o cidadão que está com muitas dívidas e criar meios de evitar a insistência de cobranças por parte das instituições financeiras.



2- O que é essa lei do superendividamento?


A RibeiroVeil Advogados tem uma solução para estes casos! A Lei do superendividamento alterou o Código de Defesa do Consumidor, trazendo um novo instrumento de renegociação por meio da junção das dívidas em um só bloco, ou seja, por meio de um acordo você poderá renegociar todas as suas dívidas com todas as empresas que possui dívidas, apresentando uma planilha e gerando um pagamento que caiba no orçamento.





3- Como sei que me enquadro na lei?


Você tem vários empréstimos e dívidas e se encontra sem condições de arcar com todas as dívidas sem comprometer boa parte do que recebe para sobreviver? Então, você já preenche os requisitos e é amparado por essa lei. De qualquer forma, conte com nossa ajuda para fazer essa análise!





4- Como funciona o processo de ajuste?

O primeiro passo é contar com um bom advogado que ajudará a organizar toda a documentação e fazer com que você tenha em mãos qual o valor devido e para quais empresas ou/e bancos você deve. Após essa análise, é necessário fazer uma planilha mostrando todos as duas dívidas e empréstimos, já pagas, vencidas e que irão vencer no curso do processo, de até 5 anos passados. Com esse demonstrativo de dívida, e após comprovar seus rendimentos, os credores (bancos e outras instituições para quem você está devendo) poderão analisar as condições apresentadas e ver se possui capacidade para quitação das dívidas, não sendo possível ultrapassar mais que 35% do valor recebido mensalmente para sustento próprio.



5- Quais as vantagens de propor essa ação? Com a Lei do superendividamento, há uma inovação muito mais eficiente e mais rápida àqueles que não possuem outra saída senão a de manter seus salários comprometidos por uma dívida com juros abusivos. Além da retirada do nome dos órgãos de crédito como SPC e SERASA. Ao fazer um acordo perante a justiça com os credores, não haverá entrelinhas que possam prejudicar o cliente, estando muito bem esclarecido a forma de pagamento, os juros estarão no contrato e punições para quem não cumprir o acordo.

Procure um advogado para ajuizar esse tipo de ação que traz agilidade na resposta e rapidez no ajuste financeiro da sua renda, trazendo mais conforto e menos preocupação, garantindo que a sua vida pessoal volte a ser confortável como antes. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato.





36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo